Caracterização de plantas daninhas em área rotacionada de milho e feijão-caupi em plantio direto

Denysson Amorim da Silva, José de Anchieta Alves de Albuquerque, José Maria Arcanjo Alves, Paulo Roberto Ribeiro Rocha, Roberto Dantas de Medeiros, Everton Luis Finoto, Pedro Henrique Santos de Menezes

Resumen


Objetivou-se com este trabalho caracterizar plantas daninhas em área rotacionada de milho e feijão-caupi em sistema de plantio direto. As coletas foram realizadas quatro meses após a colheita do milho. Para amostragem, utilizou-se quadrado de ferro vazado, 0,50 • 0,50 m, lançado aleatoriamente vinte e cinco vezes na área experimental com 1508 m2. As plantas daninhas foram identificadas e quantificadas por meio do somatório das amostras obtidas pelo lançamento do quadrado. As variáveis avaliadas compreenderam: frequência, densidade, abundância, frequência relativa, densidade relativa, abundância relativa e índice de valor de importância das espécies. Foram descritas as classes botânicas, famílias, espécies, tipo de propagação, ciclo de vida e hábito de crescimento. Na área experimental foram identificadas 38 espécies, distribuídas em 7 famílias, sua maioria (68,4%) a classe botânica das Dicotiledôneas. Houve predominância das famílias Fabaceae (28,9%) e Poaceae (26,3%). As espécies que apresentaram maior índice de valor de importância, foram: Digitaria horizontalis com 44,66% precedida da Cyperus flavus com 34,13%, Digitaria insulares com 22,87%, Cyperus sp. com 16,18% e Brachiaria plantaginea com IVR de 14,75%, que apresentam importância da mesma ordem de grandeza e devem ser igualmente consideradas na estratégia de manejo.

Palabras clave


fitossociologia; infestação de plantas invasoras; Zea mays; Vigna unguiculata; plantio na palha.

Texto completo:

PDF

Referencias


Alarcón, J.G.S.; Peixoto, A.L. 2007. Florística e fitossociologia de um trecho de um hectare de floresta de terra firme, em Caracaraí, Roraima, Brasil. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi (2): 33-60.

Albuquerque, J.A.A.; Santos, T.S. de.; Castro, T.S.; Evangelista, M.O.; Alves, J.M.A.; Menezes, P.H.S. de. 2017a. Estudo florístico de plantas daninhas em cultivos de melancia na Savana de Roraima, Brasil. Scientia Agropecuaria 8(2): 91-98.

Albuquerque, J.A.A.; Santos, T.S.; Castro, T.S.; Melo, V.F.; Rocha, P.R.R. 2017b. Weed incidence after soybean harvest in no-till and conventional tillage croprotation systems in Roraima’s cerrado. Planta Daninha, v35: e017162796.

Albuquerque, J.A.A.; Melo, V.F.; Soares, M.B.B.; Finoto, E.L.; Siqueira, R.H.S.; Martins, S.A. 2013. Fitossociologia e características morfológicas de plantas daninhas após cultivo de milho em plantio convencional no cerrado de Roraima. Revista Agro@mbiente 7(3): 313-321.

Albuquerque, J.A.A.; Oliva, L.S.C.; Alves, J.M.A.; Uchôa, S.C.P.; Melo, D. 2015. Cultivation of cassava and cowpea in intercropping systems held in Roraima’s savannah, Brazil. Revista Ciência Agronômica 46(2): 388-395.

Brandão, M.; Brandão, H.; Laca-Buendia, J.P. 1998. A mata ciliar do rio Sapucaí, município de Santa Rita do Sapucaí-MG: fitossociologia. Daphne 8(4): 36-48.

Braun-Blanquet, J. 1979. Fitossociologia: bases para el estudio de las comunidades vegetales. Madrid: H. Blume. 820 pp.

Cain, S.A.; Castro, G.M. 1959. Manual of vegetation analysis. Hafner Publishing Company. New. York, USA. 325 pp.

Carvalho, S.L.; Pitelli, R.A. 1992. Levantamento e análise fitossociológica das principais espécies de plantas daninhas de pastagens da região de Selvíria (MS). Planta Daninha 10(1): 25-32.

Conab - Companhia Nacional de Abastecimento. 2017. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. Disponível em:

http://www.conab.gov.br/olalacms/feijaocaupi/uploads/arquivos/17_03_14_15_28_33_boletim_graos_marco_2017bx.pdf.

Concenço, G.; Tomazi, M.; Correia, I.V.T.; Santos, S.A.; Galon, L. 2013. Phytosociological surveys: tools for weedscience? Planta Daninha 31(2): 469-482.

Costa, N.L. 2008. Morfogênese de gramíneas forra-geiras na Amazônia Ocidental. Pubvet 29(2): 285-291.

Evangelista, M.O.; Albuquerque, J.A.A.; Santos, C.S.V. dos.; Alves, J.M.A.; Santos, T.S. dos.; Castro, T.S.; Alcântara Neto, F. de. 2015. Fitossociologia de plantas espontâneas em produção orgânica de hortaliças no estado de Roraima. Revista Sodebras 117(10): 259-266.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nations. 2016. Base de dados Faostat. Disponível em: http://faostat.fao.org

Flores, A.S.; Rodrigues, R.S. 2010. Diversidade de Leguminosae em uma área de savana do estado de Roraima, Brasil. Acta Botanica Brasilica 24: 175-183.

Franchini, J.C.; Costa, J.M. da.; Torres, H.D.E. 2011. Importância da rotação de culturas para a produção agrícola sustentável no Paraná. Documento 327. Disponível em:

http://www.cnpso.embrapa.br/download/doc_327-VE.pdf

Freire-Filho, F.R. 2011. Feijão-caupi no Brasil: produ-ção, melhoramento genético, avanços e dessa-fios. Embrapa Meio-Norte - Livro científico (ALICE).

Freitas, F.C.L.; Medeiros, V.F.L.P.; Grangeiro, L.C.; Silva, M.G.O.; Nascimento, P.G.M.L.; Nunes, G.H. 2009. Interferência de plantas daninhas na cultura do feijão-caupi. Planta Daninha 27(2): 241-247.

Freitas, R.M.O.; Dombroski, J.L.D.; Freitas, F.C.L.; Nogueira, N.V.; Pinto, J.R.S. 2017 Physiological responses of cowpea under water stress and rewatering in no-tillage and conventional tillage systems. Revista Caatinga 30: 559-567.

Galvão, A.K.L.; Silva, J.F.; Albertino, S.M.F.; Monteiro, G.F.P.; Cavalcante, D.P. 2011. Levantamento fitossociológico em pastagens de várzea no Estado do Amazonas. Planta Daninha 29(1): 69-75.

Lacerda, K.L.P.; Cordeiro, M.A.S.; Verginassi, A.; Salgado, F.H.M.; Paulino, M.A.C. 2013. Organic carbon, biomass and microbial activity in an Oxisol under different management systems. Revista de Ciências Agrárias 56(3): 249-254.

Jakelaitis, A.; Ferreira, L.R.; Silva, A.A.; Agnes, E.L.; Miranda, G.V.; Machado, A.F.L. 2003. Dinâmica populacional de plantas daninhas sob diferentes sistemas de manejo nas culturas de milho e feijão. Planta daninha 21(1): 71-79.

Lima, R.S.; São José, A.R.; Soares, M.R.S.; Moreira, E.S.; Neto, A.C.A.; Cardoso, A.D.; Morais, O.M. 2016. Levantamento fitossociológico de plantas daninhas na cultura do feijão-caupi no município de Vitória da Conquista-BA. Magistra 28(3/4): 390-402.

Lima, S.F.; Timossi, P.C.; Almeida, D.P.; Silva, U.R. da. 2014. Fitossociologia de plantas daninhas em convivência com plantas de cobertura. Revista Caatinga 27(2): 37-47.

Lorenzi, H. 2000. Plantas daninhas do Brasil - terrestres, aquáticas, parasitas e tóxicas. 3.ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum.

Lorenzi, H. 2014. Manual de identificação e controle de plantas daninhas - plantio direto e convencional. 7.ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum. 379 pp.

Marques, L.J.P.; Silva, M.R.M.; Araújo, M.S.; Lopes, G.S.; Corrêa, M.J.P.; Freitas, A.C.R.; Muniz, F.H. 2010. Composição florística de plantas daninhas na cultura do feijão-caupi no sistema de capoeira triturada. Planta Daninha 28: 953-961.

Mauad, M.; Vitoriono, A.C.T.; Souza, L.C.F.; Heinz, R.; Garbiate, M.V. 2013. Straw persistence and nutrient release from crambe abyssinica according to the time of management. Revista de Ciências Agrárias/Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences 56(1): 53-60.

Mesquita, M.L.R.; Andrade, L.A.; Pereira, W.E. 2014. Banco de sementes do solo em áreas de cultivo de subsistência na floresta ombrófila aberta com babaçu (Orbygnia phalerata Mart.) no Maranhão. Revista Árvore 38(4): 677-688.

Moreira, G.M.; Oliveira, R.M.; Barrella, T.P.; Fontanétti, A.; Santos, R.H.S.; Ferreira, F.A. 2013. Fitossociologia de plantas daninhas do cafezal consorciado com leguminosas. Planta Daninha 31(2): 329-340.

Moreira, H.J. da C.; Bragança, H.B.N. 2010. Manual de identificação de plantas infestantes - cultivos de verão. Campinas-SP. 642 pp.

Nascente, A.S.; Silveira, P.M.; Wander, A.E. 2014. Viabilidade agroeconômica de rotação de culturas e manejo do solo em áreas irrigadas por aspersão. Revista de Ciências Agrárias/Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences 57(1): 72-79.

Oliveira, O.M.S.; Silva, J.F.; Gonçalves, J.R.P.; Klehn, C.S. 2010. Período de convivência das plantas daninhas com cultivares de feijão-caupi em várzeas no Amazonas. Planta Daninha 28(3): 523-530.

Raunkiaer, C. 1934. The life forms of plants and statistical plant geographyaphy. Oxford, Clarendon. 632 pp.

Santos, T.S. dos.; Albuquerque, J.A.A.; Castro, T.S.; Lima, G.L.C. de.; Finoto, E.L.; Soares, M.B.B. 2016. Fitossociologia de plantas daninhas em pomar de goiaba em Boa Vista, Roraima, Brasil. Revista Sodebras 131(11): 216-222.

Soares, M.B.B.; Bianco, S.; Finoto, E.L.; Bolonhezi, D.; Albuquerque, J.A.A. 2017. Phytosociological study on the weed communities in green sugarcane field reform using conservation tillage and oilseed crops in succession. Applied ecology and environmental research 15(3): 417-428.

Soares, M.B.B.; Finoto, E.L.; Bolonhezi, D.; Carrega, W.C.; Albuquerque, J.A.A. 2012. Plantas daninhas em área de reforma de cana crua com diferentes manejos do solo e adubos verdes em sucessão. Revista Agro@mbiente 6(1): 25-33.

Teixeira-Junior, D.V.; Barili, M.E.; Albuquerque, J.A.A.; Souza, F.G.S.; Chaves, J.S.C.; Menezes, P.H.S. de. 2017. Fitossociologia e características botânicas de plantas daninhas na cultura da mandioca 138(12): 95-99.

Received May 21, 2017.

Accepted January 3, 2018.

Corresponding author: agrobiorr@yahoo.com.br (D. Amorim da Silva).




DOI: http://dx.doi.org/10.17268/sci.agropecu.2018.01.01

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Indizada o resumida en:

  

 

   

 

Licencia de Creative Commons Scientia Agropecuaria revista de la Universidad Nacional de Trujillo publica sus contenidos bajo licencia Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 3.0.

ISSN: 2306-6741 (electrónico); 2077-9917 (impreso)
DOIhttp://dx.doi.org/10.17268/sci.agropecu

Dirección: Av Juan Pablo II s/n. Ciudad Universitaria. Facultad de Ciencias Agropecuarias. Universidad Nacional de Trujillo. Trujillo, Perú.
Contactosci.agropecu@unitru.edu.pe