Antecipação e retardamento de colheita nos teores de óleo e proteína das sementes de soja, cultivar Valiosa RR

Everton Luis Finoto, Tuneo Sediyama, José de Anchieta Albes de Albuquerque, Maria Beatriz Bernades Soares, Juliana Altafin Galli, Paulo Sérgio Cordeiro Junior, Pedro Henrique Santos de Menezes

Resumen


Objetivou-se com este trabalho avaliar a qualidade fisiológica e os teores de óleo e proteína de sementes de soja colhidas em diferentes estádios de desenvolvimento da planta e diferentes períodos de retardamento de colheita. A cultivar estudada foi a BRS Valiosa RR e o delineamento experimental foi de blocos casualizados, com três repetições. Foram estabelecidos 11 tratamentos, constituindo épocas diferentes de colheita nos estádios: R5.1, R5.3, R5.5, R6, R7.1, R7.3, R8.1, R9, R9+10 dias, R9+20 dias e R9+30 dias. A antecipação da colheita foi viabilizada por meio da aplicação, do herbicida Diquat (400 g ha-1) com pulverizador costal manual provido de bico “tipo leque” regulado para volume de calda de 300 L ha-1. Após a colheita, procedeu-se à avaliação da qualidade das sementes e à determinação dos teores de óleo e proteína. Constatou-se que o estádio R7.1 foi a época de colheita que apresentou maior porcentagem de germinação, demonstrando que a antecipação da colheita não provocou perda no vigor das sementes. Na fase de enchimento de grãos, os teores de óleo foram menores e os de proteína maiores. Ambos se estabilizaram a partir do estádio R7.1 até o R9 e apresentaram tendência de queda com o retardamento da colheita da soja.

Palabras clave


dessecação; estádios de desenvolvimento; Glycine max; melhoramento de plantas

Texto completo:

PDF

Referencias


Albrecht, L.P.; Braccini, A. de L.; Ávila, M.R.; Suzuki, L.S.; Scapim, C.A.; Barbosa, M.C. 2008. Teores de óleo, proteínas e produtividade de soja em função da antecipação da semeadura na região oeste do Paraná. Bragantia 67(4): 865-873.

Ávila, M.R.; Braccini, A. de L.; Scapim, C.A.; Mandarino, J.M.G.; Albrecht, L.P.; Vidigal-Filho, P.S. 2007. Componentes do rendimento, teores de isoflavonas, proteínas, óleo e qualidade de sementes de soja. Revista Brasileira de Sementes 29(3): 111-127.

Barros, H.B.; Sediyama, T.L. 2009. Umidade e temperatura. In: Sediyama, T. (Ed.). Tecnologias de produção e usos da soja. Londrina: Mecenas. Pp 17-27.

Barros, H.B. 2006. Número de aplicações de fungicidas e época de colheita na qualidade fisiológica de sementes de soja. Bioscience Journal 22(2): 75-85.

Bellaloui, N.; Gillen, A.M. 2010. Soybean seed protein, oil, fatty acids, N, and S partitioning as affected by node position and cultivar differences. Journal Agricultural Science 01(3): 110-118.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimen-to. 2009. Regras para análise de sementes. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA/ACS, 395.

Bruno, J.L.; Silva, H.R. da.; Massaro-Junior, F.L.; Prete, C.E.C. 2015. Acúmulo de óleo em sementes de soja cultivadas in vitro e in vivo. Semina: Ciências Agrárias 36(5): 3085-3090.

Carvalho, N.M.; Nakagawa, J. 2000. Sementes: ciência, tecnologia e produção. Jaboticabal: FUNEP. 588 pp.

Cruz, C.D. 2001. Programa GENES - aplicativo computa-cional em genética e estatística. Viçosa: UFV, 542 pp.

Daltro, E.M.F.; Albuquerque, M.C.F.; França-Neto, J.B.; Guimarães, S.C.; Gazziero, D.L.P.; Henning, A. 2010. Aplicação de dessecantes em pré colheita: efeito na qualidade fisiológica de sementes de soja. Revista Brasileira de Sementes 32(1): 111-122.

DEAGRO/FIES. Safra Mundial de Soja 2015/16 - 7º Levantamento do USDA. 2015. Disponível em:

http://az545403.vo.msecnd.net/uploads/2015/11/boletim_soja_novembro2015.pdf

Delarmelino-Ferraresi, L.M.; Villela, F.A.; Aumonde, T.Z. Desempenho fisiológico e composição química de sementes de soja. 2014. Agrária - Revista Brasileira de Ciências Agrárias 9(1): 14-18.

Dell’aquila, A. 2009. Development of novel techniques in conditioning, testing and sorting seed physiological quality. Seed Science and Technology 37(3): 608-624.

Diniz, F.O.; Reis, M.S.; Dias, L.A.D.S.; Araújo, E.F.; Sediyama, T.; Sediyama, C.A. 2013. Physiological quality of soybean seeds of cultivars submitted to harvesting delay and its association with seedling emergence in the field. Journal of Seed Science 35(2): 147-152.

Durigan, J.C.; Durigan, J.F.; Carvalho, N.M. 1980. Aplicação, em pré-colheita, de dessecantes em duas cultivares de soja (Glycine max (L.) Merrill). III – Efeitos sobre a composição química (proteica, óleo e cinzas) e resíduos nas sementes. Planta Daninha 3(2): 122-126.

Fessel, S.A.; Panobianco, M.; Souza, C.R.; Vieira, R.D. 2010. Teste de condutividade elétrica em sementes de soja armazenadas sob diferentes temperaturas. Bragantia 69(1): 207-214.

Kappes, C.; Orsi, J.V.N., Jesus Júnior, A.M.; Carvalho, M.A.C. 2008. Efeitos dos dessecantes diquat e paraquat no potencial produtivo da cultura da soja. Cultura Agronômica 17(1): 57-67.

Kappes, C.; Carvalho, M.A.C.; Yamashita, O.M. 2009. Potencial fisiológico de sementes de soja dessecadas com diquat e paraquat. Scientia Agraria 10(1): 1-6.

Lacerda, A.L.S. Lazarini, E.; Sá, M.E.; Filho, W.V.V. 2003. Armazenamento de sementes de soja dessecadas e avaliação da qualidade fisiológica, bioquímica e sanitária. R. Bras. Sementes 25 (2): 97‑105.

Lamego, F.P.I.; Gallon, M.I.; Basso, C.J.I.; Kulczynski, S.M.I.; Ruchel, Q.; Kaspary, T.E.I.; Santi, A.L. 2013. Dessecação pré-colheita e efeitos sobre a produz-tividade e qualidade fisiológica de sementes de soja. Planta Daninha 31(4): 929-938.

Mahmoud, A.A.; Natarajan, S.S., Bennett, J.O.; Mawhinney, T.P.; Wiebold, W.J.; Krishnan, H.B. 2016. Effect of six decades of selective breeding on soybean protein composition and quality: a biochemical and molecular analysis. Journal of Agricultural and Food Chemistry 54(11): 3916-3922.

Marcandalli, L.H.; Lazarini, E.; Malaspina, I.G. 2011. Épocas de aplicação de dessecantes na cultura da soja: Qualidade fisiológica de sementes. R. Bras. Sementes 33(2): 241-250.

Marcos-Filho, J.; Chamma, H.M.C.P.; Casagrande, J.R.R.; Marcos, E.A.; Regitano-D'arce, M.A.B. 1994. Effect of harvesting time on seed physiological quality, chemical composition and storability of soybeans. Scientia Agricola 51: 298-304.

Moreano, T.B.; Scapim, C.A.; França-Neto, J.D.B.; Krzyzanowski, F.C.; Marques, O.J. 2013. Physical and physiological qualities of soybean seed as affected by processing and handling. Journal of Seed Science 35: 466-477.

Oliveira, C.; Lazarini, E.; Tarsitanio, M.A.A.; Pinto, C.C.; De Sá, M.E. 2015. Custo e lucratividade da produção de sementes de soja enriquecidas com molibdênio. Pesquisa Agropecuária Tropical 45(1): 82-88.

Pelúzio, J.M.; Ramo, L.N.; Fidelis, R.R.; Afférri, F.S.; De Castro-Neto, M.D.; Correia, M.A.R. 2008. Influência da dessecação química e retardamento de colheita na qualidade fisiológica de sementes de soja no sul do Estado do Tocantins. Bioscience Journal 24(2): 77-82.

Sales. V.H.G.; Peluzio, J.M.; Afférri, F.S.; Oliveira-Junior, W.P.; Sales, P.V.G. 2016. Teor de óleo e proteína em grãos de soja em diferentes posições da planta. Revista Agro@mbiente 10(1): 22 – 29.

Sediyama, T.; Teixeira, R.C.; Barros, H.B. Cultivares. In: Sediyama, T. 2009. (Ed.). Tecnologias de produção e usos da soja. Londrina: Mecenas. Pp. 77-99.

Silva, D.J.; Queiroz, A.C. 2002. Análise de alimentos: métodos químicos e biológicos. Viçosa: UFV. 235 pp.

Silva-Rodrigues, J.I. da; de Miranda, F.D.; Ferreira, A.; Borges, L.L.; da Silva Ferreira, M.F.; Good‑God, P.I. V.; Piovesan, N.D.; de Barros, E.G.; Cruz, C.D.; Moreira, M.A. 2010. Mapeamento de QTL para conteúdos de proteína e óleo em soja. Pesquisa Agropecuária Brasileira 45(5): 472-480.

Silva-Rodrigues, J.I. da; Arruda, K.M.A.; Cruz, C.D.; Piovesan, N.D.; de Barros, E.G.; Moreira, M.A. 2013. Associação de marcadores microssatélites com teores de óleo e proteína em soja. Pesquisa Agropecuária Brasileira 48(3): 255-262.

Silva-Xavier, T. da; Daronch, D.J.; Peluzio, J.M.; Afférri, F.S.; de Carvalho, E.V.; dos Santos, W.F. 2015. Época de colheita na qualidade de sementes de genótipos de soja. Comunicata Scientiae 6(2): 241-245.

Taski-ajdukovic, K.; Djordjevic, V.; Vidic, M.; Vujakovic, M. 2010. Subunit composition of seed storage proteins in high-protein soybean genotypes. Pesquisa Agropecuária Brasileira 45(7): 721-729.

Veiga, A.D.; Rosa, S.D.V.F.; Albuquerque-Silva, P.; Oliveira, J.A.; Oliveira-Alvim, P.; Diniz, K.A. 2007. Tolerância de sementes de soja à dessecação. Ciência e Agrotecnologia 31(3): 773-780.

Yorinori, J.T. 1996. Cancro da haste da soja: epidemiologia e controle. Londrina: EMBRAPA-CNPSo, Circular Técnica 14. 75 pp.

Received November 19, 2016.

Accepted March 20, 2017.

Corresponding author: evertonfinoto@apta.sp.gov.br (E.L. Finoto).




DOI: http://dx.doi.org/10.17268/sci.agropecu.2017.02.02

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Licencia de Creative Commons Scientia Agropecuaria revista de la Universidad Nacional de Trujillo publica sus contenidos bajo licencia Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 3.0.

ISSN: 2306-6741 (electrónico); 2077-9917 (impreso)
DOIhttp://dx.doi.org/10.17268/sci.agropecu

Dirección: Av Juan Pablo II s/n. Ciudad Universitaria. Facultad de Ciencias Agropecuarias. Universidad Nacional de Trujillo. Trujillo, Perú.
Contactosci.agropecu@unitru.edu.pe